Prefeitura de Tanque D'arca - AL
SIC/Ouvidoria:
O Órgão

O atual município de Tanque D`Arca originalmente era uma mata virgem e antes da colonização havia apenas uma picada neste mata, o único caminho a Palmeira dos Índios e Anadia. No local onde hoje se localiza a cidade, havia em tanque de água natural sob a sombra de um oitizeiro.

Contam os moradores antigos que uma arca com muitos e variados objetos foi deixado por um grupo de ciganos ? após um grande período de acampamento ? exatamente à sombra do oitizeiro, despertando a curiosidade da população local. Esse fato marcou o cotidiano dos moradores, que, a partir dele, decidiram modificar o nome da localidade para Tanque D` Arca.

As primeiras famílias que habitaram a região eram originárias de Pernambuco e entre elas destacavam-se as de Manoel Vitorino, Manoel Barbosa e João Alemão, que lideravam as instalações. Os primeiros locais a serem habitados foram as terras onde hoje estão o sítio Carrapato e as ruas José Garcez e Hernani Almeida, onde foram construídas as casas dos novos moradores. Com o crescimento populacional no local, iniciou-se a monocultura da cana-de-açúcar na região. O povoado se desenvolveu rapidamente e logo foram construídos armazéns para a compra de cereais e instalado um descaroçador de algodão.

O território que pertencia a Anadia só foi desmembrado em 1962, através da Lei nº 2507, mas sua instalação oficial só ocorreu no ano seguinte.

Hoje, Tanque D` Arca tem se destacado como o mais novo polo do cultivo de flores como as bromélias, vendidas em grande quantidade. Seus principais festejos são a festa da emancipação e a da padroeira, Nossa Senhora Mãe do Povo.

Gentílico: tanquense

SITUAÇÃO: Microrregião de Palmeira dos Índios. Limites com Belém, Anadia, Maribondo e Mar Vermelho. Situa-se 280 metros acima do nível da mar. Coordenadas Geográficas 9º 32'10" de latitude sul e 36º 25'37" de longitude W. Gr.

CLIMA: Temperado. Máxima de 30º e mínima de 24º.

ÁREA: 155,97 Km².

PREFEITO : Wilmário Valença Silva Junior